• bannerSitePSDM3jan2020.jpg
Notícias
  Quinta, 20 Dezembro 2018

A Concelhia do PSD de Santa Cruz refere, em comunicado, que tem acompanhado com profunda preocupação a luta dos feirantes que pretendem participar nas Festas do Santo Amaro na freguesia de Santa Cruz.

"A festa do Santo Amaro é a maior festa nesta freguesia e sempre foi acarinhada pelo PSD quando estava no poder executivo na Câmara, fazendo já parte da nossa tradição e cultura concelhia. Quando o PSD estava na Câmara o valor pago pelos feirantes englobava a totalidade dos custos (salvo poucas exceções) e todos os dias de festa, sendo que, os valores
cobrados eram aqueles que permitiam à Câmara Municipal a arrecadação de receita devida pela ocupação dos espaços públicos e aos feirantes o lucro devido pela exploração da sua barraca", afirma o presidente da Concelhia.

Joaquim Marujo sublinhou que "os executivos do PSD em Santa Cruz, nunca fizeram depender a festa do Santo Amaro da receita proveniente da instalação das barracas por parte dos feirantes.
Na verdade, era pelo facto do executivo do PSD fazer investimentos na festa que os feirantes gostavam de cá vir e instalar as suas barracas, bem como, todos aqueles que nos visitavam durante o período da festa. Festa, esta, diga-se, criada e desenvolvida pelo PSD, e que tanto desenvolvimento cultural e económico trouxe à sede do Concelho".

Assim, "a concelhia do PSD de Santa Cruz manifesta a sua profunda preocupação face à degradação da paz social que sempre existiu entre os feirantes e o Município de Santa Cruz na elaboração e concretização da festa do Santo Amaro. Julga ainda o PSD que esta paz deve ser mantida sob pena de se colocarem comerciantes contra comerciantes, o que parece já estar a suceder com os bem recentes contactos que o executivo JPP se encontra a fazer extra feirantes".

"Mais manifesta a sua total discordância em querer fazer depender o pagamento da festa (ou sequer parte desta) com a receita dos valores pagos pelos feirantes, pois, entende-se que esse investimento tem que ser feito pela Câmara Municipal de Santa Cruz, pois, é sua competência defender as tradições populares e a cultura do seu próprio concelho." 

A Concelhia do PSD Santa Cruz exorta ainda a Câmara Municipal de Santa Cruz, governada pelo JPP, "a se entender com os feirantes, pois, só assim se poderá continuar a fazer desta a maior festa da freguesia, caso contrário corremos o sério risco de destruir um tradição popular e património cultural que tanto custou a construir pelos Santacruzenses e pelos executivos do PSD na Câmara Municipal de Santa Cruz.

Por último, "não percebe a Concelhia do PSD de Santa Cruz como é que o executivo do JPP afirma que a situação financeira do Município de Santa Cruz está equilibrada por um lado, mas que, por outro, necessita da comparticipação no lucro dos feirantes que legitimamente fazem o seu negócio para fazer o pagamento da festa. Julgamos que algo está mal explicado!