• bannerSitePSDM3jan2020.jpg
Notícias
  Quinta, 8 Novembro 2018

É com apreensão que o PSD olha para o encerramento da Rua Dr. Fernão de Ornelas. Os vereadores estiveram ontem no terreno, ouviram as queixas e preocupações dos comerciantes locais, e levaram todas essas inquietações à Reunião de Câmara que decorreu hoje (quinta-feira), na Autarquia do Funchal.

Rubina Leal alertou que a Fernão de Ornelas é uma artéria essencial para a Cidade. “É fundamental para escoar o trânsito, é fundamental porque temos parques de estacionamento à volta daquela rua que necessita de ter circulação automóvel”, disse, sublinhando que aquela é uma zona de comércio que deve ser protegido.

Por isso, a autarca não entende os números apresentados por Paulo Cafôfo. “Foi-nos transmitido [pelo presidente da Câmara Municipal do Funchal (CMF)] que 80% dos comerciantes da zona pretendiam o encerramento na rua. Aquilo que nós constatamos, ao estar no terreno, ao falar com os comerciantes, é que houve um abaixo-assinado onde dizia precisamente o contrário.”

Para a vereadora do PSD, há uma falta de planeamento e de organização por parte da CMF, exemplificando com a construção de ecopontos no troço entre o Anadia e o Mercado dos Lavradores. “Primeiro fazem a obra e depois falam com os comerciantes”, notou, lembrando que naquele local foram construídos ecopontos e só depois dos comerciantes se insurgirem contra aquelas estruturas, a CMF mandou tapá-los.