• bannerSitePSDM3jan2020.jpg
Notícias
  Sexta, 2 Novembro 2018

As eleições regionais devem ser marcadas sempre antes das nacionais e com uma separação de pelo menos 15 dias. O objetivo é não contaminar o debate sobre as questões da Madeira com questões nacionais. Esta foi uma das mensagens deixadas pelo PSD/Madeira esta tarde (sexta-feira), durante a audiência que Tranquada Gomes, Rui Abreu e Jaime Filipe Ramos mantiveram com o Presidente da República, no Palácio de São Lourenço.

Marcelo Rebelo de Sousa concordou. Tranquada Gomes mencionou a posição do presidente da República, mas não adiantou pormenores. “A nossa pretensão é antecipar as regionais (em relação às nacionais), pelo menos 15 dias. Mas o senhor Presidente depois encontrará uma maneira de agendar essas datas”.

A audiência com Marcelo Rebelo de Sousa foi também uma oportunidade para os sociais-democratas falarem sobre os “pontos de conflito” no relacionamento entre a Madeira e Lisboa. No entanto, apesar do quadro de dificuldades acrescidas pelas divergências com o Governo Central, o PSD/M destacou tudo aquilo que de positivo o Governo de Miguel Albuquerque tem feito pela Região e pela melhoria de vida dos Madeirenses e Porto-Santenses, através de soluções alternativas.

Acima de tudo, Tranquada Gomes demonstrou a motivação do PSD/M em enfrentar as próximas regionais. “Estamos motivados, estamos cientes das nossas responsabilidades[…]. Teremos orgulho quando apresentarmos contas positivas ao eleitorado. Contas que se traduziram numa melhoria de vida das populações e, acima de tudo, no otimismo e na confiança que temos”, frisou.

Tranquada Gomes destacou ainda que o PSD/M tem responsabilidade de governo, que assume as suas responsabilidades e que continuará a oferecer aos madeirenses um futuro melhor. Por isso é perentório: “Nós achamos que somos a melhor solução para a Região. Os madeirenses e os Porto-Santenses têm todos os motivos para confiar na nossa capacidade de realização, no nosso trabalho, no nosso empenho, na nossa determinação.”