• Capa_abril_Site-100.jpg
Notícias
  Quarta, 25 Julho 2018

O Secretário-geral do PSD/M disse, em entrevista ao DN-Madeira, que todos os madeirenses já perceberam qual é o único partido que defende a Madeira e a Autonomia. “É o PSD que põe os interesses da Região sempre há frente de interesses partidários”, ao contrário de “outros partidos da oposição que agora estando no poder, em Lisboa, estão agachados, ao poder central e à República”, afirmou Rui Abreu.

Uma oposição que, segundo Rui Abreu, dá sinais de “nervosismo” por ver que o Governo Regional está a cumprir todo o programa de Governo, e até mais do que aquilo que prometeu, exemplificando com a questão dos professores que não fazia parte do Programa de Governo.

“A recuperação do tempo de carreira vai acontecer na Madeira e não vai acontecer nos Açores nem no Continente. É um exemplo de opções que o Governo tem tomado que vai além do seu programa, ao contrário do que o Governo socialista, apoiado pelo BE e pelo PCP, na República, está a fazer.”

No que diz respeito ao subsídio de mobilidade lembrou que a Assembleia Legislativa da Madeira aprovou a revisão do modelo por unanimidade. “Toda a gente percebeu qual era o modelo, foi votado na Assembleia Regional e, em Lisboa, na Assembleia da República, o Partido Socialista votou contra.”

Neste sentido, sublinha que a população sempre se mostrou inteligente no momento de votar. “É lógico”, assim, que os madeirenses já tenham percebido que o PSD/M é o único Partido que defende verdadeiramente os interesses da Região.

Falando sobre a grande mobilização do Partido, o Secretário-geral do PSD/M, disse esperar mais de 20 mil pessoas na grande festa do Chão da Lagoa. “Vêm autocarros de todas as freguesias da Madeira e, do Porto Santo, devem vir cerca de 700 pessoas.”