• Capa_abril_Site-100.jpg
Notícias
  Terça, 26 Setembro 2017

No dia 1 de outubro a população terá de escolher entre uma candidata que irá abraçar um projeto social para a Cidade do Funchal, que irá apoiar a população e a economia local, e um candidato de Lisboa que não tem trabalho feito.

A população terá que optar entre uma candidata do PSD que está “com os dois pés na Cidade” e um candidato “do Partido Socialista de Lisboa”, suportado por todos os partidos de esquerda, sublinhou a candidata social-democrata à Autarquia do Funchal

“É esta a nossa diferença”, disse Rubina Leal durante uma visita ao Centro Comunitário de Santa Maria Maior, lembrando que foi durante a sua passagem pela Autarquia que foi criado o pelouro da área social e fundada uma rede de centros comunitários, até então inexistentes.

O objetivo destas infra-estruturas é apoiar a população mais desfavorecida e ir ao encontro das necessidades das pessoas.  Para os mais jovens apostou-se na formação e no aumento de competências. Para os mais idosos o aposta foi pata o envelhecimento activo, dando maior qualidade de vida a toda a população.

“Este é um dos projetos que iniciei, projetos que são de proximidade junto da nossa população, sobretudo a mais desfavorecida”, frisou, dizendo que é preciso olhar para aquilo que realmente se quer para o presente e para o futuro da Cidade do Funchal.

“Um dos nossos grandes objetivos é ter uma Cidade para as Famílias, é ter uma Cidade para todos e, sobretudo, que apoie as pessoas mais vulneráveis.”