• Capa_abril_Site-100.jpg
Notícias
  Quinta, 24 Agosto 2017

Pedro Coelho anunciou hoje a intenção em prosseguir com o trabalho de repavimentação de várias estradas no concelho de Câmara de Lobos. Nestes quatro anos, a autarquia por si liderada já beneficiou 10 acessos e o objetivo é dar continuidade a todo este esforço.

O candidato social-democrata à presidência da Câmara Municipal de Câmara de Lobos esteve no Caminho Velho do Covão, no Estreito, para apresentar uma das 10 pavimentações efetuadas ao longo dos últimos quatro anos.

Pedro Coelho recordou repavimentações como as do Caminho Velho da Marinheira, da Estrada de Santa Clara, da Estrada Dr. João Abel de Freitas, da Estrada do Jardim da Serra e da Estrada do Brasileiro.

Foram, no total, sublinhou dez intervenções, que totalizaram mais de 2,5 milhões de euros em investimento e cerca de 13 quilómetros em traçado.

Destacando que “foram obras pedidas pela população”, Pedro Coelho enfatizou o facto da realização de obra não ter impedido, antes pelo contrário, a redução da dívida municipal, para metade, em relação há quatro anos, quando o atual executivo foi empossado.

“Quando chegámos à Câmara Municipal tínhamos uma dívida de 13,5 milhões de euros. Hoje, a dívida é de cerca de seis milhões de euros. Quando chegámos à Câmara Municipal tínhamos sete empréstimos bancários. Vamos terminar o mandato com dois empréstimos bancários», notou.

Por outro lado, lembrou que foi feita a redução da carga fiscal no município, tendo sido devolvidos 20% do IRS à população bem como ainda reduzida a taxa do IMI de 0,4 para 0,33.

“As pessoas de Câmara de Lobos, se compararem a nota de liquidação de IMI de agora com a de anos atrás vão verificar que a fatura de agora é mais baixa. Fomos também, segundo dados que são públicos referentes ao ano de 2016, o município da Região que mais investiu, logo a seguir ao Funchal”, acrescentou.

Pedro Coelho prometeu continuar a investir em obras de proximidade, bem como prosseguir na repavimentação de alguns caminhos e arruamentos municipais que carecem deste tipo de intervenção.

“As pessoas de Câmara de Lobos conhecem-nos e sabem que, aquilo que prometemos costumamos cumprir”, concluiu.