• Capa_abril_Site-100.jpg
Notícias
  Sexta, 14 Julho 2017

A candidata do PSD à Câmara Municipal da Ribeira Brava assegurou hoje que irá cumprir com a decisão da Assembleia da República relativa ao direito dos trabalhadores daquele município à alteração do posicionamento remuneratório por opção gestionária.

Com esta iniciativa, aprovada ontem no Parlamento nacional, cerca de 70 funcionários da Câmara Municipal da Ribeira Brava, que em 2015 foram notificados, no seguimento de uma recomendação do Tribunal de Contas para devolverem dinheiro, já não o terão de fazer.

Numa reunião com alguns dos afetados, Nivalda Gonçalves louvou esta iniciativa do PSD em defesa dos ribeirabravenses e dos trabalhadores da Câmara Municipal da Ribeira, sublinhando que este era um problema praticamente expecífico daquele município e que obrigava à retenção de verbas dos funcionários, prejudicando-os.

"O PSD irá continuar a acompanhar esta situação e estranha a posição do CDS em se abster na Assembleia da República, não tomando posição favorável de uma resolução de um problema dos funcionários do concelho da Ribeira Brava", afirmou Nivalda Gonçalves, adiantando que esta atitude é ainda mais estranha sendo a recandidatura do atual presidente da Câmara apoiada pelo CDS. "Não percebemos como é que o atual presidente de Câmara não irá cumprir esta proposta ou se cumprir irá entrar em rota de colisão com o seu próprio apoio eleitoral", disse, acrescentando que o PSD irá "cumprir com aquilo que a Assembleia da República vier a aprovar", se o problema não for entretando totalmente solucionado.

Esta reunião com os trabalhadores da Câmara contou também com a presença de Sara Madruga da Costa. A deputada do PSD/M na Assembleia da República sublinhou que esta iniciativa acaba com "a confusão entre trabalhadores avaliados e não avaliados". "É uma vitória do PSD na Assembleia da República que vem resolver os problemas dos trabalhadores da Ribeira Brava", afirmou.