• bannerSitePSDM_CM.jpg
  • bannerNewsPSD21set3.jpg
  • 35227974_10216705850468501_2142540222246682624_n.jpg
  • bannerSitePSDM23mar2018rui.jpg

A Eurodeputada do PSD congratula a Comissão Europeia por finalmente clarificar a forma como as autoridades locais e regionais podem tirar pleno partido da possibilidade de combinar os Fundos de Desenvolvimento Regional com o Fundo Europeu de Investimentos Estratégicos (Plano Juncker) e critica todos aqueles que se opuseram a este importante meio de financiamento para a Madeira.

A Eurodeputada do PSD salienta que "Todos temos de fazer o nosso trabalho para canalizar mais investimento e financiamento para o desenvolvimento económico e social da Madeira. Após várias críticas que colocaram em causa as potencialidades do Plano Juncker, sobretudo políticos que rejeitaram fortemente este importante programa, este plano pode assim dar um forte contributo e apoio a projetos estruturantes para a nossa Região Autónoma".

Recorda-se que este fim-de-semana, o Deputado Socialista Pedro Silva Pereira criticou o PSD por não ter defendido os interesses nacionais, esquecendo-se que alguns colegas seus socialistas no Parlamento Europeu tentaram bloquear o Plano Juncker e evitar novas vias de financiamento para as autoridades regionais.

Cláudia Monteiro de Aguiar lembra que "A Madeira tem vindo a estudar a possibilidade de candidatar vários projectos aos fundos Europeus tal como se sucede com o Aeroporto ou o novo Hospital, sendo esta clarificação da Comissão Europeia fundamental para optimizar as diversas vias de financiamento".

No sentido de clarificar as tipologias de projectos elegíveis, a Comissão Europeia, em conjunto com o Banco Europeu de Investimentos, decidiu criar uma plataforma de investimento que agrega informação de vários projectos, um portal de aconselhamento onde os beneficiários poderão submeter os projectos e assim receber aconselhamento estratégico e publicar uma brochura que clarifica as oportunidades de financiamento.

O Presidente Juncker tornou o Fundo Europeu de Investimentos Estratégicos a sua primeira prioridade para a Europa, tendo procedido à sua apresentação decorridos apenas pouco mais de três semanas após a sua entrada em funções, em 26 de Novembro de 2014. São mais de 315 mil milhões de Euros que estão disponíveis para apoiar projectos estratégicos à escala nacional e europeia como Infra-estruturas de transporte em centros industriais, projectos na área da educação, investigação e inovação ou apoio a PME´s.

A brochura publicada pela Comissão Europeia encontra-se disponível aqui.