• bannerSitePSDM19abr2018.jpg
  • banner2018.jpg
  • bannerSitePSDM23mar2018rui.jpg
  • bannerSitePSDM19mar2018.jpg
  • topofaceCompromissoMadeira2018

O grupo parlamentar do PSD reuniu-se com o Conselho de Administração da Empresa JM, na sequência de outras reuniões que já foram realizadas com outros órgão de comunicação social.

Neste encontro participaram, sobretudo, os deputados que integram a 1ª Comissão Especializada de Política Geral e Juventude, que tem também no seu âmbito de ação a comunicação social.

Adolfo Brazão sublinhou que esta foi uma forma de observar no terreno a forma como se está a processar a "mudança de estratégia" e de "figurino" deste matutino, de modo a torná-lo "mais apetecível no mercado" e permitir que a Região deixe de ter participação no seu capital.

"Foram-nos dados elementos que nos parecem bastante entusiasmantes", afirmou o deputado, salientando que houve um corte significativo nas despesas, devendo o mesmo acontecer no próximo ano.

De acordo com o deputado do PSD, que preside também à 1º Comissão, o fim da gratuitidade teve "bons resultados, na medida em que, neste momento, a venda e a tiragem cresceram bastante, em relação ao que era antes, na altura em que era pago", tendo superado em 30 por cento as expetativas da própria administração.

Face a este cenário, Adolfo Brazão acredita que "as coisas vão no bom caminho" para que seja atingido o objetivo delineado pelo Governo, havendo, para já, pelo menos um investidor interessado na compra do JM.

"O JM está com um figurino completamente diferente. Neste momento, é um jornal plural, que reflete todas as opiniões da sociedade e é bom que se mantenha, conjuntamente com o Diário de Notícias, porque é essencial para a democracia e para o funcionamento do mercado que existam pelo menos dois órgãos de comunicação social escrita diários".