• bannerSitePSDMconclusoes.jpg
  • bannerNewsPSD9nov.jpg
  • bannerSitePSDM23mar2018rui.jpg

A Assembleia Legislativa da Madeira aprovou hoje, na generalidade, um projeto de resolução, da autoria do PSD, no qual é recomendado que os limites de vento no Aeroporto da Madeira Cristiano Ronaldo voltem a ser recomendatórios e não obrigatórios, tal como acontecia entre 1964 e 2014.

"O que pretendemos é que, de imediato, os limites de vento, obrigatórios para impedir a operacionalidade do aeroporto passem a referências recomendadas ou simples alertas", afirmou o deputado Miguel de Sousa, a quem coube a apresentação da iniciativa.

Isto, salientou, numa lógica de que foi assim que funcionou durante 50 anos, quando a pista até era mais pequena, os sistemas tecnológicos menos eficazes e as aeronaves menos sofisticadas.

O deputado sublinhou que, com a ampliação da pista e as melhorias tecnológicas, não está colocada em causa a segurança do aeroporto, referindo que, até hoje, não houve qualquer falha ou acidente relacionados com ventos.

Miguel de Sousa afirmou que o que está em causa é travar esta dificuldade que é imposta à Madeira e que muitos prejuízos tem trazido à atividade económica regional.

O deputado defendeu ainda que se continue a efetuar estudos para que se tenha por base uma realidade atual e não aquela que foi definida "há mais de 50 anos".

"Temos aqui não um probema técnico, mas político. Cabe à ANAC e ao Ministério dos Transportes tomarem esta deliberação", disse, esperando que "no espaço de um ano se encontre uma solução ténica definitiva".

 

Vídeo da Intervenção