• bannerNewsPSD30jun.png
  • bannerSitePSDMconclusoes.jpg
  • bannerSitePSDM23mar2018rui.jpg

A deputada Nivalda Gonçalves sublinhou hoje, numa intervenção antes da ordem do dia, na Assembleia Legislativa da Madeira, esperar, numa fase em que está em cima da mesa a aprovação do orçamento do Estado, "que a vontade politica dos partidos de esquerda com assento na Assembleia da Republica não fique pelos placard enormes de milhões e mais milhões, mas chegue alguns tostões aos bolsos dos madeirenses."

"Os madeirenses merecem igual tratamento por parte do Estado, em todas as matérias, em todos os assuntos e aguardamos que o ano de 2018 nos traga essa igualdade de tratamento", acrescentou.

Numa intervenção em que deu grande destaque à reabilitação urbana, a deputada lembrou que o Governo Regional, através do IDE, em parceria com as entidades bancárias, procedeu à abertura de candidaturas ao IFRRU 2020 - Instrumento Financeiro para a Reabilitação e Revitalização Urbanas, indo ao encontro da estratégia definida para esta área.

"O IFRRU 2020, que atua em todo o território nacional, é um instrumento financeiro criado no âmbito do Portugal 2020 cujo objetivo é o financiamento de operações de reabilitação urbana incidentes nas Áreas de Reabilitação Urbana (ARU) delimitadas pelos Municípios", sublinhou, acrescentando que "os apoios correspondem a empréstimos com condições mais vantajosas para os promotores face às atualmente existentes no mercado, para a reabilitação integral de edifícios, destinados a habitação ou a outras atividades, incluindo as soluções integradas de eficiência energética mais adequadas no âmbito da reabilitação, com um investimento total, por operação, até 20 milhões de euros".

A deputada lembrou que "estes empréstimos estão disponíveis para os centros urbanos do país, e também para as Regiões Autónomas, mas com a aplicação de Fundos Comunitários Regionais do Madeira 14- 20 pode aceder a este apoio todo o tipo de beneficiários, sejam pessoas singulares ou coletivas, públicas ou privadas. Para os projetos que não disponham de garantia bastante, o IFRRU 2020 disponibiliza ainda, alternativamente, uma garantia através do Sistema Português de Garantia Mútua".

"São apoios como o IFRRU, associados ao diploma que o PSD /Madeira apresentou ontem sobre a redução do IVA para reabilitação de edifícios destinados a habitação, a legislação de incentivos fiscais associados as ARUS (Areas de reabilitação urbanas que os municípios tem de definir), aos programas de reabilitação dos bairros sociais, aos programas de reabilitar para arrendar já em vigor que em conjunto, podem e devem, ser apoiados e incrementados por todos sem demagogias", afirmou.
O alojamento local, a Habitação e o Turismo são áreas potenciais para novos investimentos.

A retoma económica foi outro tema abordado por Nivalda Gonçalves, recordando que o Indicador Regional de atividade Económica revela que a Região Autónoma da Madeira contabilizou em Julho de 2017 cinquenta meses consecutivos de crescimento económico, a redução significativa da taxa de desemprego, que se situa já abaixo dos 10%.