• banner-02.jpg
  • bannerNewsPSD8dez.jpg
  • bannerSitePSDMconclusoes.jpg
  • bannerSitePSDM23mar2018rui.jpg

A propósito da notícia publicada na edição de hoje no Diário de Notícias da Madeira, com o título ’70 milhões para a reabilitação urbana’, o PSD/Madeira afirma o seguinte:

1. Na febre de mostrar trabalho e de alimentar a máquina de propaganda política, o presidente da Câmara Municipal do Funchal vem apresentar, a cinco meses das eleições, um novo plano de reabilitação urbana.

2. Tal programa resulta de uma legislação, aprovada no final de 2012, que aprova medidas destinadas a agilizar e a dinamizar a reabilitação urbana. Trata-se, assim, de um instrumento relevante que vem trazer novas regras e facilitar o desenho urbano, de modo a torná-lo mais atrativo.

3. Não se percebe, por isso, as razões para que a apresentação deste programa tenha sido relegada para o final do mandato, sem que haja sequer tempo para a sua concretização, a não ser as de ordem eleitoralista. Perderem-se três anos. Perdeu a cidade do Funchal e perderam os funchalenses.

4. Ao fim de quase quatros anos de governação, esta câmara está presa a meros anúncios, não conseguindo fazer nada de concreto pela cidade e pelos seus munícipes. Nada tem para mostrar aos funchalenses sem ser mais do mesmo, ou seja, ‘show-off’ político.

5. A cidade não se constrói e não se transforma com anúncios de siglas pomposas e de planos ditos ‘arrojados’, mas que não passam do papel. Constrói-se e transforma-se com ação e com medidas efetivas. Coisa que não se vê com este executivo que, apesar de se autodenominar de ‘mudança’, nada de novo trouxe à nossa cidade.


Funchal, 30 de abril de 2017
O Secretário-Geral do PSD/Madeira
Rui Abreu