• bannerSitePSDM_CM.jpg
  • bannerNewsPSD21set3.jpg
  • 35227974_10216705850468501_2142540222246682624_n.jpg
  • bannerSitePSDM23mar2018rui.jpg

"O líder do PS anda numa luta desesperada pela sobrevivência", afirmou hoje em comunicado o secretário geral do PSD/Madeira.


Segundo Rui Abreu, é essa a razão que o leva a inventar mais um facto político na edição de hoje do Diário de Notícias.

"Esta tentativa de desviar as atenções dos problemas que enfrenta dentro do Partido Socialista já não consegue ludibriar ninguém", salientou, referindo que,  na realidade, "os madeirenses também há muito perceberam que depois de tanta promessa o líder do PS manda pouco, ou não manda nada, e é prisioneiro das suas próprias palavras".

Para o Secretário Geral, a verdade é mais simples. "O líder do PS não consegue justificar por que é que o Orçamento do Estado tem previsto zero euros para o Novo Hospital da Madeira, zero euros para pagar as dívidas acumuladas dos subsistemas ao Sistema Regional de Saúde, no valor de 15 milhões de euros, e zero euros para a linha marítima de passageiros e mercadorias entre a Madeira e o Continente, contrariando o princípio da continuidade territorial. Tal como não consegue esclarecer porque é que este mesmo OE continua a arrecadar a favor do Estado, e ilegalmente, a sobretaxa do IRS paga pelos madeirenses e porto-santenses."
Aliás, como não consegue explicar nada disto, o líder do PS dedica-se a exercícios de criatividade que revelam, por um lado,  "o seu triste papel de embaixador de Lisboa na Madeira" e, por outro, "o fosso enorme que o separa da realidade da Madeira e dos madeirenses".