• bannerNewsPSD21set3.jpg
  • 35227974_10216705850468501_2142540222246682624_n.jpg
  • bannerSitePSDM23mar2018rui.jpg
  • topofaceCompromissoMadeira2018

A concelhia do PSD Funchal contestou hoje a falta de estratégia da Câmara Municipal do Funchal em termos de mobilidade.
Em conferência de imprensa, na sede do Partido, à Rua dos Netos, Domingos Abreu, representante da bancada do PSD na Assembleia Municipal do Funchal, manifestou o desagrado dos cidadãos relativamente às últimas medidas do executivo camarário “supostamente orientadas e preocupadas com a mobilidade”, mas que, efetivamente não passam de “medidas avulso”, sem terem por base qualquer estratégia, ação concertada ou audição das partes interessadas. 

Domingos Abreu afirmou que foram retirados espaços que serviam o acesso a serviços públicos ou ao comércio. Afirmou que ao se retirar alguns desses espaços estamos a impedir que, em situações particulares de cidadãos com mobilidade mais reduzida, de crianças ou idosos, o acesso a alguns desses serviços seja mais dificultado. Deu o exemplo da Avenida Arriaga, junto à Loja do Cidadão, onde os automobilistas nem poderão parar para deixar alguém com mobilidade reduzida.Segundo Domingos Abreu, além de não haver estratégia ou planeamento, não foram realizados estudos de impacto das medidas adoptadas nem se sabe ao certo quantos lugares de estacionamento serão afectados. Não se sabe também qual a estratégia de mobilidade em relação às zonas altas.

 

Medidas de Mobilidade a vulso, RTPM, 23 09 2015