• bannerNewsPSD14dez.jpg
  • banner-02.jpg
  • bannerSitePSDMconclusoes.jpg
  • bannerSitePSDM23mar2018rui.jpg

1 - Depois de uma semana em que voltou a ficar bem demonstrado o desprezo dos socialistas pelas necessidades da Madeira. Depois de uma semana em que os socialistas em Lisboa voltaram a fazer tábula rasa das decisões tomadas pela Assembleia Legislativa Regional, vem o PS-Madeira insultar a inteligência de Madeirenses e Porto-santenses tentando justificar o injustificável.

2 - Mas a verdade, é que da mesma maneira que um relógio parado apresenta as horas certas duas vezes por dia, também o PS local tem razão quando diz que foi graças ao PSD e ao Governo da República anterior, que os Madeirenses e Porto-santenses têm um Subsídio Social de Mobilidade, que não sendo perfeito, é substancialmente melhor do que os modelos anteriores, como demonstram os números: os Madeirenses e os Porto-santenses nunca viajaram tanto como nos últimos anos.

3 - Só que, na ânsia de aparecer por nada e por nada, e de tentar disfarçar o servilismo a Lisboa que sempre caracterizou os socialistas, o PS-Madeira não diz que se o Modelo de Mobilidade ainda não foi revisto deve-se única e exclusivamente ao PS nacional e à geringonça que governa o País.

4 - Também não diz, que se o mesmo modelo vai agora ser revisto não foi graças ao PS, que em Lisboa voltou a atraiçoar os legítimos interesses de Madeirense e Porto-santenses, votando contra uma diploma apresentado pelo PSD/Madeira e aprovado por unanimidade no Parlamento Regional.

5 - Por tudo isto, e porque factos são factos, importa dizer o seguinte:  O subsídio de mobilidade foi implementado em setembro de 2015 com a condição de ser revisto seis meses depois, ou seja, em Março de 2016, já no Governo da geringonça, com o objetivo de fazer os ajustamentos necessários.

6 - O Governo do PS não reviu o subsídio de mobilidade em março de 2016, e ao longo de todo este tempo tem bloqueado constantemente o processo, fazendo tábula rasa dos princípios da continuidade territorial e da coesão social, e atropelando aqueles que são os direitos fundamentais dos portugueses da Madeira, tratando-nos como cidadãos de segunda.

7 - A máscara caiu e a farsa já não cola, porque todos sabemos que o PS não defende a Madeira nem os Madeirenses. Defende apenas os interesses de Lisboa.