• bannerSitePSDMconclusoes.jpg
  • bannerNewsPSD9nov.jpg
  • bannerSitePSDM23mar2018rui.jpg

O aprendiz de agiota

1-  António Costa, na campanha eleitoral de 2015, disse ser inadmissível que o Estado cobrasse juros mais altos à Madeira do que aqueles que a própria República pagava aos seus credores.

2- Disse ainda que era uma injustiça que a República ganhasse dinheiro à custa de uma região do país e prometeu corrigir esta situação.

3- Depois destes anos todos, nada mudou: a Madeira não viu a sua taxa de juro reduzida e a República continua a ganhar 12 milhões de euros por ano, ilegítimos, com os madeirenses.

4- E António Costa não só não reduziu a taxa de juro, falhando a sua promessa, como agora ainda quer chantagear o Governo Regional.

5- Numa visita recente que fez à Região, apresentou uma proposta vergonhosa, digna de um agiota. Assumiu que só baixaria a taxa de juro se a Madeira aceitasse um tecto máximo de 25,5 milhões de euros para o Subsídio de Mobilidade dos Madeirenses.

6- Ora isto tem dois problemas: em primeiro lugar, a mobilidade dos madeirenses não tem preço coisa que o primeiro-ministro parece esquecer; e, em segundo lugar, o PSD/Madeira jamais aceitará qualquer tipo de chantagem sobre os direitos, liberdades e garantias dos madeirenses.

7- Ao contrário do afirmado pelo Secretário-Geral do PS/Madeira, a redução da taxa de juro não depende do Governo Regional e muito menos de negociações grotescas baseadas em chantagens políticas e institucionais sobre a Região. Depende, sim, exclusivamente da República que demonstra má-fé nas propostas que apresenta porque quer continuar a ganhar 12 milhões de euros por ano com os juros ilegítimos cobrados aos madeirenses.

8- Temos assim um aprendiz de agiota, um traidor, que se coloca ao lado da República contra os madeirenses, fazendo de caixa-de-ressonância da chantagem promovida pelo primeiro-ministro sobre a Madeira e os madeirenses. E fá-lo com evidente displicência, arrogância e irresponsabilidade.

9- Incrédulos estão os madeirenses com mais esta traição e esta falta de solidariedade do PS/Madeira para com os problemas da Região.

Funchal, 28 de Junho de 2018

O Secretário-Geral do PSD/Madeira

Rui Abreu