• banner2018.jpg
  • bannerSItePSDMconselhoOut2017_5.jpg
  • bannerSItePSDMconselhoOut2017_1.jpg

A propósito da notícia publicada na edição de hoje no DN Madeira, sobre a candidatura a novos caminhos agrícolas em Machico, a comissão concelhia do PSD tem a afirmar o seguinte.

1. A menos de 30 dias das eleições autárquicas, o presidente da Câmara Municipal de Machico apresenta nove caminhos agrícolas para candidatar ao PRODERAM 2020.

2. Infelizmente, em tempo de pré-campanha eleitoral, vale tudo para disfarçar e iludir a população da incompetência de quem durante quatro anos está à frente dos destinos do Município.

3. Sobre a forma como serão concretizados esses caminhos, não deixa de ser estranha a preferência do Município pela escolha de uma associação recém-criada, quando existiam já outras do género, com idêntico objeto social e com experiência em candidaturas ao PRODERAM, uma delas já aprovada e que deverá estar brevemente no terreno.

4. Certamente, não será alheio o facto de a referida associação ser presidida por um empresário de construção civil, que, por mera coincidência, nos últimos 15 dias da gestão socialista de Bernardo Martins, faturou a módica quantia de 200 mil euros; pagos já no decorrer da gestão de Emanuel Gomes.

5. Estranha também o PSD Machico que logo no início do mandato, tenha o Município de Machico celebrado um outro contrato milionário de 186 mil euros, com uma sociedade de advogados que até hoje não apresentou qualquer resultado positivo, nem sequer conseguiu impedir a devolução de verbas ao IFAP, tal como aconteceu no Município de Câmara de Lobos.

6. Pelos exemplos apresentados, ficamos a saber que o problema do município não é a falta de dinheiro pois quando se trata de “socialistas amigos”, ele aparece e em grande quantidade.

7. Do artigo, fica apenas mais uma certeza: em 4 anos de gestão socialista, o Município de Machico não foi capaz, nem irá fazer nenhum caminho agrícola.
8. Chega de justificações para disfarçar a incompetência desta gestão socialista, com o constante recurso à vitimização e culpabilização do PSD pela inércia plasmada no dia-a-dia do Município.

9. Machico parou no tempo. Precisa de um novo impulso. De ação e competência, atributos que, efectivamente, o atual presidente do Município já demonstrou não os ter.


Machico, 02 de setembro de 2017
O Presidente a Comissão Concelhia /Machico
Élvio Encarnação