• banner2018.jpg
  • bannerSItePSDMconselhoOut2017_5.jpg
  • bannerSItePSDMconselhoOut2017_1.jpg

Os deputados do PSD-Madeira, Rubina Berardo e Paulo Neves, confrontaram esta tarde na Assembleia da República os Presidentes da ANA-Aeroportos e da ANAC com questões que têm a ver com as ligações aéreas entre a Madeira e o Continente.

 

O deputado Paulo Neves afirmou que "os preços das viagens em alguns voos são inadmissiveis e inaceitáveis" e que a ANA-Aeroportos "deve criar condições para que existam mais companhias aéreas a voar nesta rota insular. Esse é um trabalho da ANA-Aeroportos". Perante os argumentos apresentados pelo Presidente da ANA-Aeroportos, Jorge Ponce de Leão, Paulo Neves afirmou que não aceita o argumento que "só o mercado é responsável pela alta de preços". O deputado madeirense disse que "tem de haver mais concorrência, mais vigilância e mais bom senso",  acrescentando que é dever da ANA criar condições para haver mais concorrência e a ANAC mais vigilância".

Por seu lado, a deputada Rubina Berardo confrontou o Presidente da ANAC com as restrições impostas por esta Autoridade e que conduzem a um efetivo "fecho administrativo" do aeroporto da Madeira. "Nunca poderá ser colocada em causa a segurança dos passageiros, mas não podemos ignorar os efeitos do aumento da frequência destas inoperabilidades do aeroporto. Uma vez que não podemos controlar as condições metereológicas, é essencial fundamentar as operações do aeroporto da Madeira com todas as possbilidades de contornar as limitações naturais". Nesse sentido, a deputada do PSD sublinhou a necessidade de se estudar a possiblidade de obstruir a saída do vento por baixo da pista. Na sua resposta, o presidente da ANAC Luís Miguel Ribeiro referiu que a ANAC elaborará durante este ano um estudo sobre os ventos da Madeira, facto que os deputados do PSD irão acompanhar.