• 1bannerSitePSDM19jun2018.jpg
  • 35227974_10216705850468501_2142540222246682624_n.jpg
  • bannerSitePSDM23mar2018rui.jpg
  • topofaceCompromissoMadeira2018

A ministra da Administração Interna considera irresponsável enviar meios aéreos para combate aos incêndios na Região sem estudos sobre a orografia e o terreno da Madeira.

A afirmação de Constança Urbano da Costa surgiu na resposta a uma questão colocada pela deputada Sara Madruga da Costa sobre os testes aéreos prometidos e anunciados pelo presidente do PS/Madeira Carlos Pereira até ao final do ano de 2016, em manchete de um matutino regional.

“Existem opiniões divergentes sobre a utilização dos meios aéreos no combate aos incêndios na Região e não vou enviar um helicóptero para a Região a título experimental sem os devidos estudos, porque tal seria irresponsável”, referiu a ministra, numa clara contradição com aquilo que foi garantido pelo líder socialista e indo ao encontro do que foi veiculado após os incêndios pelo Governo Regional no sentido de ser necessário apurar a viabilidade da medida.

A deputada alertou ainda a ministra para o facto de alguns dos afetados pelos incêndios terem ainda de passar o Natal em alojamentos temporários fornecidos pelo Governo Regional, não tendo sido até à data concretizada a solidariedade nacional prometida, de modo a que as famílias possam regressar às suas casas e refazer as suas vidas.

Nesta audição, Sara Madruga da Costa questionou também a governante sobre a situação das esquadras do Porto Santo, Santa Cruz, Machico, Calheta e Ponta do Sol, mas apenas obteve resposta quando à esquadra do Porto Santo. A secretária de Estado referiu que neste momento está ser procurado um terreno para a construção de um novo edifício em colaboração com a autarquia.

Está igualmente em estudo a componente de financiamento da esquadra por parte do ministério.

Questões colocadas pela deputada Sara Madruga da Costa à Ministra da Administração Interna - YouTube