• banner2018.jpg
  • bannerSItePSDMconselhoOut2017_5.jpg
  • bannerSItePSDMconselhoOut2017_1.jpg

A deputada Sara Madruga da Costa reuniu-se com a Associação Sindical dos Profissionais de Polícia da Madeira, no âmbito das suas competências na Assembleia da República. Sara Madruga da Costa é a única deputada madeirense na 1. Comissão Parlamentar de Assuntos Constitucionais, Direitos, Liberdades e Garantias, com a tutela das matérias da justiça e da administração interna.

Neste encontro, que decorreu na Rua dos Netos, a  ASPP/PSP defendeu a atribuição de um subsídio de insularidade aos profissionais de polícia a exercer funções na Madeira, cuja competência de aprovação é da Assembleia da República e cujas verbas provêm do Orçamento do Estado.

Para além desta situação foi referido pelo coordenador regional da ASPP/PSP, Adelino Oliveira Camacho, a necessidade de dotar a região de mais efectivos, já que, neste moment,o os cerca de setecentos e trinta e dois efectivos, são em número inferior às necessidades regionais.

Uma das outras preocupações transmitidas pelo coordenador regional à deputada social-democrata foi a necessidade de a Assembleia da República rever a lei sindical.

A deputada social democrata ouviu as preocupações da associação sindical, tendo referido que os serviços prestados pela PSP na Região são da competência da república e é obrigação do Estado assumir os custos acrescidos da insularidade, custos esses que já são assegurados pelo Estado a outros serviços da República na Região.

De referir que, na semana passada, Sara Madruga da Costa representou o Grupo Parlamentar do PSD na audiência em São Bento solicitada pela ASPP / PSP nacional para sensibilizar os diferentes partidos com assento parlamentar para a necessidade de atribuição do subsidio de insularidade aos profissionais de policia colocados nas regiões autónomas.

A ASPP / PSP nacional reuniu no dia 22 de junho na Assembleia da República com os grupos parlamentares do PSD, CDS-PP e BE.