• 1bannerSitePSDM19jun2018.jpg
  • 35227974_10216705850468501_2142540222246682624_n.jpg
  • bannerSitePSDM23mar2018rui.jpg
  • topofaceCompromissoMadeira2018

"O Orçamento de Estado como está, é um mau orçamento para a Região Autónoma da Madeira, contém erros que retiram verbas que são devidas à Região e que decorrem do estrito cumprimento da lei e que já foram denunciados pelos deputados do PSD-M em Lisboa", referiu a deputada Sara Madruga da Costa.

Contém ainda uma norma que viola a autonomia política regional, interferindo nas competências próprias da Assembleia Legislativa da Madeira.

"Infelizmente, mais uma vez constatamos que são os deputados social-democratas que defendem os interesses da Região, colocando-os acima, inclusivamente, dos interesses partidários", lembrou a deputada.

Sara Madruga da Costa sublinha ainda que os deputados do PS-Madeira na Assembleia da República nunca desrespeitaram a disciplina partidária e os ditames da direção nacional do PS. "Estranhamos pois, as declarações do deputado Carlos Pereira que, em vez de defender os interesses da Região e votar contra este Orçamento de Estado, que como já referimos, como está, é prejudicial para a Região, vem novamente com acusações que tentam desviar as atenções da sua incapacidade política para defender os interesses da Madeira e da sua subserviência ao deputado Carlos César e à direção nacional do PS."

"O deputado Carlos Pereira, deputado de um partido que está a governar o país, em vez de trazer boas notícias para a Região, presenteia-nos com mais difamações gratuitas", salienta Sara Madruga da Costa, adiantando que Carlos Pereira ainda não conseguiu identificar um único exemplo de uma alegada boa medida para a Região resultante deste Orçamento,

"Os deputados do PSD-M em Lisboa, estão empenhados e a trabalhar em propostas de alteração ao orçamento de Estado que corrijam estes erros e eliminem estas ingerências nas competências próprias da Assembleia Legislativa da Região Autónoma da Madeira", concluiu.