• bannerNewsPSD16nov.jpg
  • bannerSitePSDMconclusoes.jpg
  • bannerSitePSDM23mar2018rui.jpg

Os deputados do PSD Madeira à Assembleia da República reuniram-se ontem em Lisboa, com Victor Prior, diretor do Observatório Meteorológico do Funchal, para questioná-lo sobre a necessidade de um radar meteorológico para a Madeira.

Segundo a deputada Sara Madruga da Costa, “estamos em fevereiro, mês que nos recorda a intempérie do 20 de fevereiro de 2010, e seis anos passados, ainda não foi construído o radar meteorológico para a Madeira que muita falta faz para que se evitem situações semelhantes às ocorridas.”

De acordo com a deputada Sara Madruga da Costa, resultou da reunião com Vitor Prior a necessidade técnica da instalação de um radar meteorológico na Madeira, uma vez que o referido equipamento permite fazer uma melhor vigilância do tempo e melhorar a qualidade dos serviços meteorológicos da Região, nomeadamente no que concerne à previsão de precipitação.

Como complemento ao radar meteorológico, também foi possível apurar que é aconselhável, tecnicamente, a instalação de quatro equipamentos detetores de trovoada, com vista a melhorar a previsão meteorológica na Região Autónoma da Madeira.

O diretor do Observatório Meteorológico do Funchal informou os deputados do PSD-M acerca dos estudos técnicos que foram levados a efeito durante estes anos e dos processos burocráticos que já estão concluídos, faltando, neste momento, apenas assegurar o investimento por parte do Governo da República e dos fundos comunitários.

Para a instalação destes equipamentos é necessário um investimento do Governo da República, tendo Sara Madruga da Costa assumido o compromisso ainda esta semana de questionar o Governo da República sobre financiamento do radar meteorológico para a Madeira e os equipamentos de deteção de trovoada.

De acordo com Sara Madruga da Costa, o Orçamento de Estado de 2016 deve garantir o financiamento destes equipamentos fundamentais para a Região.