• banner2018.jpg
  • bannerSItePSDMconselhoOut2017_5.jpg
  • bannerSItePSDMconselhoOut2017_1.jpg

Os deputados do PSD Madeira na Assembleia da República consideram que “é possível fazer mais” pelos doentes oncológicos.
Uma convicção que foi transmitida por Sara Madruga da Costa após uma reunião com os dirigentes do Núcleo Regional da Madeira da Liga Portuguesa contra o Cancro.

“A Assembleia da República pode fazer mais para aperfeiçoar a legislação existente e adequá-la aos doentes oncológicos”, afirmou a deputada, lembrando que, no passado dia 4 de fevereiro, celebrou-se o dia mundial da luta contra o cancro, uma doença que continua a ser das mais fatais em todo o mundo e que, em Portugal, leva, diariamente, à morte cerca de setenta pessoas.

Ainda assim, sublinhou, são muitos mais os sobreviventes, não fazendo sentido, para Sara Madruga da Costa, que “as vítimas desta doença sejam ainda muitas vezes expostas a dificuldades legais, muitas das quais inultrapassáveis”, sobretudo, no que diz respeito ao acesso a cuidados de saúde, a problemas relacionados com a banca e com seguros, à atribuição da invalidez e aos impostos.

Nesta reunião, os deputados do PSD Madeira na Assembleia da República ficaram a conhecer um pouco melhor o trabalho da Liga na Madeira, através do núcleo regional, tanto ao nível do apoio concedido às vítimas desta doença e aos seus familiares como do voluntariado que presta.

De referir que ao nível do voluntariado, existe um projeto inédito do Núcleo Regional da Liga que passa pelo apoio aos doentes internados nos cuidados paliativos. “É um exemplo único ao nível nacional de voluntariado em doentes já em fase terminal e que nós também queríamos salientar”, disse Sara Madruga da Costa.