• bannerSitePSDMconclusoes.jpg
  • bannerNewsPSD9nov.jpg
  • bannerSitePSDM23mar2018rui.jpg

A candidatura do PSD Madeira à Assembleia da República visitou esta tarde a Associação de Desenvolvimento Comunitário ‘Câmara de Lobos Viva’ no Ilhéu de Câmara de Lobos. Uma instituição, que a exemplo de muitas outras na Região, tem um papel fundamental na política social. Papel esse que foi reconhecido pelo Governo Regional, através de um apoio de um milhão de euros.


Lembrando que Câmara de Lobos é o concelho mais jovem da Madeira, Rubina Berardo convidou os madeirenses a olharem para o futuro, que se quer de “maior estabilidade” e também de reconhecimento dos sacrifícios que tiveram de ser feitos pela instabilidade criada pelo Partido Socialista. “Foi o PS que chamou a ‘troika’ para Portugal. Foi o Partido Socialista também que acabou por chamar três vezes o FMI para Portugal e Portugal não merece nem suporta uma quarta intervenção internacional de resgate”, disse a candidata social-democrata.
Rubina Berardo denunciou ainda o populismo usado pelo PS nesta campanha ao fazer “charme” junto da função pública, a mesma que o líder socialista na Madeira e também candidato designou no seu recente livro de “gorda e pesada”, ao dizer que vai gastar mais com a função pública e cobrar menos impostos. “Sabemos que esta é uma equação muito difícil de conseguir”, adiantou.