• banner-02.jpg
  • bannerNewsPSD8dez.jpg
  • bannerSitePSDMconclusoes.jpg
  • bannerSitePSDM23mar2018rui.jpg

A deputada à Assembleia da Republica Sara Madruga da Costa ouviu ontem as preocupações da delegação regional da Ordem dos Farmacêuticos.

Das diversas preocupações, Bruno Olim Ferreira, presidente da delegação que conta na Madeira com cerca de 255 membros, destacou na reunião com Sara Madruga da Costa os constrangimentos relativos à insularidade, no que diz respeito ao transporte de medicamentos.

Constrangimentos esses sentidos na altura de greves, cancelamentos e mau tempo, situação esta que inclusivamente já motivou um pedido de parecer daquela delegação regional à Ordem dos Farmacêuticos.

Para o presidente da delegação regional “é necessário agilizar e melhorar a legislação nacional no que diz respeito ao transporte de medicamentos urgentes para evitar os constrangimentos advenientes da nossa condição ultraperiférica. “

Sara Madruga da Costa mostrou-se sensível ao problema e disponível para ajudar a resolvê-lo na Assembleia da República: "É necessário legislar no sentido de assegurar um corredor prioritário, em situações excepcionais para o transporte aéreo urgente de medicamentos para a Região".

“Neste momento, há um vazio legal e a necessidade de o Estado assegurar que em caso de greve, cancelamento e mau tempo, os medicamentos serão entregues e disponibilizados aos madeirenses nas mesmas condições que no resto do continente”.