• bannerNewsPSD8dez.jpg
  • bannerSitePSDMconclusoes.jpg
  • bannerSitePSDM23mar2018rui.jpg
Notícias
  Quinta, 27 Setembro 2018

Logo depois de ter sido conhecida a decisão do Conselho de Ministros de incluir o novo Hospital da Madeira como Projeto de Interesse Comum, Miguel Albuquerque a anunciou que o concurso público internacional para a construção desta unidade de saúde será lançado até final de outubro.

Na altura, mostrou-se também satisfeito com a aprovação, dizendo tratar-se de um desígnio regional, que não deve ser alvo de aproveitamentos partidários, lamentando que haja quem nada fez pelo novo Hospital, mas que que agora queira aparecer como o autor da ideia. "É gente que quer aparecer a todo o custo e que tem andado a brincar com os madeirenses".

Miguel Albuquerque lembrou todo o processo desde 2015, altura em o Governo decidiu avançar com o novo hospital, criando um grupo de trabalho composto por especialistas, que tinha como missão avaliar se era ou não necessário um novo Hospital. Concluída esta fase, foi realizada a readaptação do projeto, adequando-o às novas realidades demográfica e científica.

"Após estimado um custo em 330 milhões de euros para o novo hospital, foi pedido apoio ao Estado Português. Ficou decidido que a República iria pagar metade desta infraestrutura de Saúde. Depois de vários avanços e recuos, por parte de Lisboa, nesta matéria, ficou acordado, com o Primeiro-Ministro, na Quinta Vigia, que o cronograma financeiro iria ficar plasmado no Orçamento". Porém adiantou, o Estado não está a pagar 50%, mas apenas 43%, uma vez que não suporta as expropriações, avaliadas em 25 milhões de euros, dos quais 15 milhões de euros já estão pagas.