• bannerSitePSDM_CM.jpg
  • bannerNewsPSD21set3.jpg
  • 35227974_10216705850468501_2142540222246682624_n.jpg
  • bannerSitePSDM23mar2018rui.jpg
Notícias
  Quarta, 26 Setembro 2018

Perante um conjunto de intenções do PSD/M, plasmadas esta semana num matutino regional, Miguel Albuquerque acusou os dirigentes daquele partido de sofrerem "esquizofrenia política" e de acharem que "descobriram a roda", ao avançarem com propostas iguais às do Governo Regional.

"Nós tivemos um murro na mesa que deu em nada. Agora, temos um outro episódio de propaganda política que é o da descoberta da roda. O PS parece que descobriu a roda", disse, referindo que o "PS Madeira propõe aquilo que o PS chumbou no parlamento". Diz que é o fundamental que é rever o subsídio de mobilidade aérea, mas recusou a proposta que a Assembleia Legislativa da Madeira levou à Assembleia da República. 

No que diz respeito ao ferry, e depois do esforço que o Governo Regional para que fosse uma realidade, o PS vem agora reclamar a operação durante todo o ano. "Nós, quando apresentámos a proposta, na comissão da Assembleia da República, a senhora ministra do Mar recusou a possibilidade, dizendo que não estava disposta a avançar com dinheiro para isso", lembrou.

Dizem ainda os socialistas que "o importante é conseguir uma terceira companhia para operar na Madeira". "Nós estamos a trabalhar com a ANA e o Turismo de Portugal há muito tempo com esse objetivo!. Mas, para tal é preciso que o Turismo de Portugal avance com o dinheiro necessário para a entrada da terceira companhia, o que nunca foi feito", adiantou.

"O que me nos parece é que o PS e esta Gerigonça andam a gozar com os madeirenses. Ou andam a nos passar um atestado de menoridade mental. Porque andamos, desde há três anos, a defender a concretização do princípio da mobilidade territorial, quer aérea quer marítima. E quem tem estado sempre contra isto é o Governo da República, do PS. O PS veio agora subitamente concordar. Então que chegue a acordo com o PS de lá. Que se entendam"

Em relação aos juros da dívida, que o PS agora vem dizer que também quer baixar, Miguel Albuquerque disse esperar, há três anos, que António Costa cumpra com o que disse em 2015, então na campanha para as eleições legislativas nacionais. "Três anos depois mantém os mesmos juros, há anos que não resolve, bem como os 30,5 milhões dos incêndios, o helicóptero que estamos a pagar... O que o PS fez hoje mais do que propaganda política é passar atestado de menoridade aos madeirenses; complementou. "Estou farto de promessas, de coisas que dizem estar consagradas. Quero é as coisas no terreno."