• 1bannerSitePSDM23junCOmpromissoCanico2018.jpg
  • 35227974_10216705850468501_2142540222246682624_n.jpg
  • bannerSitePSDM23mar2018rui.jpg
  • topofaceCompromissoMadeira2018
Notícias
  Terça, 3 Julho 2018

O PSD/Madeira congratulou-se hoje com o restabelecimento da ligação ‘ferry’ entre a Madeira e o Continente. E apesar do princípio da Continuidade Territorial ser uma função do Estado, foi o Governo Regional que “assumiu o esforço” e “com responsabilidade” encontrou uma solução que vai ao encontro das necessidades da Região.

Esta foi a primeira conclusão apresentada por Fernanda Cardoso, a porta-voz da reunião da Comissão Política do PSD/M que decorreu no final desta tarde, na sede do Partido.

Em relação à retirada das ajudas prometidas pelo Governo da República para os incêndios de agosto de 2016, no valor de 30,5 milhões de euros, os sociais-democratas lamentam que o Primeiro-ministro continue a tratar os madeirenses como portugueses de segunda.

“Este dinheiro, indispensável para garantir a estabilidade e a segurança de várias encostas e taludes sobranceiros a estradas regionais e municipais e a aglomerados habitacionais, foi-nos retirado sem qualquer justificação plausível”, disse Fernanda Cardoso continuando: “o Governo da Geringonça, da responsabilidade do PS, do BE e do PCP, usa a solidariedade e o aparelho do Estado como ferramentas de uma estratégia político-partidária cujos objetivos demonstram um profundo desprezo pelos madeirenses e pelo Governo Regional, órgão legitimamente eleito pelas populações.”

Fernanda Cardoso realçou ainda que, em matéria de incêndios, ao contrário daquilo que foi feito noutras regiões do País, o Governo da República não assumiu os meios aéreos de combate aos fogos para a Madeira, obrigando a Região a pagar 1,2 milhões de Euros para assegurar a vinda do helicóptero de ataque inicial

O “comportamento lamentável da TAP” foi outra das questões debatidas pela Comissão Política do PSD/M. “Para além dos preços exorbitantes que pratica nas ligações aéreas com a Região, a TAP dedica-se agora à atividade frequente do cancelamento de voos, deixando passageiros em desespero e prejudicando, sem qualquer escrúpulo, a Madeira e a sua economia”, apontou.

O PSD/M enalteceu os 58 meses consecutivos de recuperação económica da Região, que resultaram do “esforço empreendido por cidadãos, famílias e empresas e também das boas práticas do Governo Regional.”

No mês em que se assinalou o Dia da Região e das Comunidades Madeirenses, pela primeira vez assinalado na Ilha do Porto Santo, os sociais-democratas saudaram todos os conterrâneos, os que vivem na Madeira e no Porto-Santo e os que estão espalhados pela Diáspora. “A eles se deve, também, todo o progresso alcançado pela nossa Região, potenciado pela conquista da Autonomia e da afirmação da Madeira na Europa e no Mundo”, frisou a social-democrata.

Fernanda Cardoso lembrou que a grande Festa do Chão da Lagoa, marcada para o próximo dia 29 de julho, contará com os artistas David Carreira, Miro Freitas, Galáxia, João Quintino e outros grupos e artistas de todos os concelhos da Região.