• 1bannerSitePSDM19jun2018.jpg
  • 35227974_10216705850468501_2142540222246682624_n.jpg
  • bannerSitePSDM23mar2018rui.jpg
  • topofaceCompromissoMadeira2018
Notícias
  Terça, 26 Junho 2018

Miguel Albuquerque afirmou, numa cerimónia de entrega de equipamento aos bombeiros, que o Estado está-se nas tintas para as suas Regiões. "Quando há problemas vêm de Lisboa até aqui dizer que estão solidários, mas quando se trata de puxar os cordões à bolsa e mostrar efetivamente a sua solidariedade, tudo não passa de conversa". 

Ao nível da mobilidade, lembrou, foram os madeirenses a pagar o ferry, no âmbito da Proteção Civil são também os madeirenses a pagar o helicópetro. Mas mais escandaloso, considera Miguel Albuquerque, é a existência de 83 empresas públicas no continente com uma dívida de 29,7 milhões de euros, das quais algumas ligadas aos transportes e cujas dívidas ascendem a 18,9 mil milhões de euros.

"Isso significa que quando vierem falar que o grande problema da Madeira é o subsídio de mobilidade, nós vamos dar uma gargalhada", disse.

Ou seja, continuou, a Madeira continua a ser discriminada e relegada para planos secundários no âmbito dos acordos, "ao contrário da União Europeia que continua a apoiar as regiões, nomeadamente a Madeira".