• 1bannerSitePSDM19jun2018.jpg
  • 35227974_10216705850468501_2142540222246682624_n.jpg
  • bannerSitePSDM23mar2018rui.jpg
  • topofaceCompromissoMadeira2018
Notícias
  Sábado, 10 Fevereiro 2018

A deputada Sara Madruga da Costa reuniu na Assembleia da República com o Presidente a nível nacional do Sindicato dos Oficiais de Justiça Carlos Almeida e com funcionários judiciais madeirenses a desempenhar funções em tribunais no continente.
Na reunião, os funcionários judiciais pediram ajuda à deputada na reparação de uma injustiça. Mais de cinquenta funcionários sentem-se injustiçados com o facto do seu Estatuto apenas conferir o direito ao pagamento de passagens aéreas e a um suplemento de fixação para ajudar no pagamento das despesas de alojamento aos funcionários judiciais do continente a trabalhar na Comarca da Madeira e não aos funcionários judiciais da Madeira a trabalhar nos tribunais do continente e dos Açores.´
Os funcionários madeirenses queixam-se do elevado preço das viagens para a Madeira, em especial no período das férias judiciais, altura em que regressam a casa, bem como das dificuldades que têm em pagar o alojamento no continente. 
Para a deputada Sara Madruga da Costa impõe - se uma "justiça nos dois sentidos", "não faz sentido que o governo da república pague as passagens aéreas nas férias dos funcionários judiciais do continente que estão a trabalhar na Madeira e não o faça também aos funcionários judiciais da Madeira a trabalhar no continente".
A situação dos funcionários madeirenses exige reciprocidade e um tratamento igual no pagamento das viagens e na ajuda do pagamento do alojamento.
A deputada social democrata irá questionar a Ministra da Justiça sobre este problema e proporá a sua resolução na revisão do Estatuto dos funcionários judiciais em curso.