• 1bannerSitePSDM19jun2018.jpg
  • 35227974_10216705850468501_2142540222246682624_n.jpg
  • bannerSitePSDM23mar2018rui.jpg
  • topofaceCompromissoMadeira2018
Notícias
  Terça, 30 Janeiro 2018

A Comissão Política do PSD/Madeira reuniu esta tarde, sublinhando o clima de recuperação económica e social da Região, após os três anos de mandato do Governo Regional, que resultou no valor mais baixo da taxa de desemprego dos últimos sete anos.

“A dinâmica empresarial e a confiança no investimento têm reflexos na diminuição do desemprego, que atingiu o seu valor mais baixo desde 2011”, disse Jorge Carvalho, porta-voz da Comissão Política, falando ainda da reposição dos rendimentos das famílias e da redução fiscal previstos no Orçamento e no PIDDAR para 2018.

“O alívio fiscal traduz-se na redução do IRS em 14,4% no 1º escalão, garantindo uma poupança de 25 milhões de Euros às famílias madeirenses desde 2016, e no IRC para as PME’s, com a redução da taxa de 17 para 16%.”

Ao mesmo tempo este ano haverá um maior investimento na coesão social: 355 milhões de euros para a Educação e 317 milhões de euros para a Saúde. “Este último sector tem um acréscimo de 30 milhões de euros em relação a 2017”, destacou, antes de manifestar a “preocupação” da Comissão Política social-democrata pela postura da República na resolução de questões pendentes com os madeirenses e porto-santenses.

“O financiamento do Novo Hospital, ainda sem qualquer verba prevista no Orçamento do Estado para 2018, a revisão do Subsídio de Mobilidade, os juros da dívida, as dívidas dos subsistemas de saúde, a equidade entre a Madeira e os Açores nas verbas transferidas para a Segurança Social, são assuntos que precisam de resolução”, sublinhou Jorge Carvalho, falando em “falta de vontade política” de Lisboa para resolver estes dossiers.

Ainda no plano nacional, a Comissão Política do PSD/Madeira felicitou o novo Presidente nacional do Partido, Rui Rio, pela vitória numas eleições que, tal como tinha acontecido para as comissões políticas de freguesia, foram bastante participadas. “Estamos certos de que reúne o perfil, as condições e as qualidades necessárias para cumprir com os objetivos propostos e derrotar a esquerda aliada à extrema-esquerda nas legislativas nacionais de 2019”, considera a Comissão Política, que congratulou-se com a provação na Assembleia da República do projeto de resolução referente aos Lesados do BANIF e aos emigrantes lesados do BES/GES, proposto pelos deputados do PSD/Madeira. “Abre-se assim uma solução de um problema que já se arrasta há dois anos.”

Numa reunião em que se procedeu à nomeação de Francisco Santos para a presidência do Gabinete de Estudos e Relações Externas, a Comissão Política frisou, ainda, a “importância de aprofundar as relações institucionais”  entre os Açores e a Madeira, realçando o reforço da cooperações entre as duas Regiões Autónomas, patente na declaração conjunta que encerrou a Cimeira Atlântica. Vai, concluiu, valorizar o regime autonómico no contexto nacional, europeu e atlântico.

Por último Jorge Carvalho anunciou que a Festa do Chão da Lagoa ficou agendada para o dia 29 de julho.