• 1bannerSitePSDM19jun2018.jpg
  • 35227974_10216705850468501_2142540222246682624_n.jpg
  • bannerSitePSDM23mar2018rui.jpg
  • topofaceCompromissoMadeira2018
Notícias
  Terça, 12 Dezembro 2017

O Grupo Parlamentar do PSD destacou hoje, no âmbito do Orçamento Regional e do PIDDAR para 2018, o investimento que será feito ao nível dos cuidados de saúde primários, em particular no que se refere à reabilitação e apetrechamento dos centros de saúde.

Numa conferência de imprensa, realizada junto ao Centro de Saúde do Bom Jesus, a deputada Josefina Carreira sublinhou que, além desta unidade, serão contemplados os centros de Saúde do Arco da Calheta, da Camacha, do Curral das Freiras, da Nazaré e do Porto Santo, assim como da Calheta, a cargo da Santa Casa da Misericórdia, com o apoio do Governo Regional e do programa Madeira 14-20.

"Todos estes investimentos totalizam um valor aproximado de oito milhões de euros, juntando-se a um conjunto de investimentos que o Governo Regional tem vindo a fazer ao longo do seu mandato na área da saúde", afirmou a deputada, salientando que esta aposta tem por objetivo "reforçar a acessibilidade e a qualidade do serviço público de saúde, tendo centros de saúde com boas condições de trabalho, novas valências e conforto para os seus utentes".

Josefina Carreira sublinha que o "grupo parlamentar do PSD vê com muita satisfação estes investimentos, que correspondem a compromissos já assumidos pelo Governo Regional". "Como temos vindo a sublinhar, este orçamento privilegia fortemente as funções sociais e esta afirmação pode ser comprovada com exemplos muito concretos como aqueles que hoje aqui trouxemos", salientou.

A deputada referiu ainda que "a saúde é e deve continuar a ser uma prioridade para o Governo Regional, dando resposta às necessidades das populações, trabalhando na prevenção da doença e promovendo hábitos de vida saudáveis", sendo isso mesmo"que está plasmado nesta proposta de orçamento, desde logo, não só com estes investimentos particulares nos centros de saúde, mas também com o reforço de 30 milhões de euros para toda a área da saúde".