• banner2018.jpg
  • bannerSItePSDMconselhoOut2017_5.jpg
  • bannerSItePSDMconselhoOut2017_1.jpg
Notícias
  Quarta, 15 Novembro 2017

O Ensino superior na Madeira é discriminado pelo Governo Central, denunciou hoje Rubina Berardo. A deputada do PSD/Madeira à Assembleia da República defende melhores condições salariais para os docentes e funcionários da UMa (Universidade da Madeira) e a atribuição do passe ‘Sub23’ para os alunos universitários que estudam na Região.

Neste sentido os deputados do PSD/M na Assembleia da República vão apresentar esta semana, em sede de Orçamento de Estado para 2018, propostas destinadas a fortalecer a atractividade da UMa.

“Vamos apresentar uma proposta, em sede do OE para 2018, que visa melhorar as condições salariais dos docentes da UMa, através da atribuição do subsídio de insularidade, à semelhança daquilo que acontece com os funcionários públicos regionais”, anunciou Rubina Berardo.

Lembrando que o Ensino Superior na Madeira está sob a alçada do Ministro da Ciência Tecnologia e Ensino Superior, Rubina Berardo sublinhou que esta proposta visa, também, alargar o âmbito do passe ‘Sub 23’ à Madeira.

"O objetivo da nossa proposta visa, ainda, incluir a Madeira no passe 'Sub 23, o que irá permitir a atribuição de 25% de desconto sobre o valor dos passes escolares para os estudantes universitários, tal como já acontece no território continental."