• 1bannerSitePSDM19jun2018.jpg
  • 35227974_10216705850468501_2142540222246682624_n.jpg
  • bannerSitePSDM23mar2018rui.jpg
  • topofaceCompromissoMadeira2018
Notícias
  Sexta, 29 Setembro 2017

É com "verdade, "responsabilidade" e "transparência" que Carlos Teles volta a apresentar-se ao eleitorado da Calheta. "Nós fizémos uma campanha sem dizer mal de ninguém, não entrámos no caminho da maledicência. Temos só uma cara, antes da campanha e durante a campanha". "A Calheta hoje está na moda porque nós fizémos o trabalho no passado para preparar a Calheta para isso mesmo", disse Carlos Teles, salientando que tem a noção de que está no caminho certo.

No comício de encerramento de campanha, no Loreto, o candidato do PSD salientou que, neste mandato, foi possível estabilizar as contas do município, baixar impostos e criar emprego. "Hoje, o concelho da Calheta tem a taxa de IMI mais baixa que é possível e orgulhamo-nos desse trabalho."

Também neste concelho foram apoiadas as famílias com uma verba atribuída às crianças até três anos e que passará a ter como tecto os 5 e atribuídos manuais gratuitos até ao 6º ano.

Carlos Teles sublinhou que houve muitas promessas neste último mês. "Houve promessas de coisas que já estavam feitas e até promessas que coisas que não poderão ser feitas e eu faço aqui um apelo a todos: não se deixem enganar iludir, não se deixem levar por falsas promessas."

O candidato salienta que na campanha é fácil prometer, mas depois é dificil cumprir. "Houve gente aqui que só fez oposição na campanha. E então o resto dos quatro anos onde é que andava essa gente?."

Já Miguel Albuquerque sublinhou que "em equipa que ganha não se mexe", acrescentando que foi feito na Calheta um trabalho fantástico de apoio às populações  e de desenvolvimento do concelho. "Um trabalho em que nós temos muito orgulho", disse.

O Presidente do PSD salientou que Carlos Teles dedicou toda a sua força e vontade ao serviço da sua terra e da sua gente. "Por isso, estou aqui para vos dizer que, ao contrário de alguns, que prometeram e nada fizeram, o Carlos Teles fez e cumpriu aquilo que disse. Por isso, no próximo domingo, ele vai ser novamente eleito presidente da Câmara da Calheta."

Segundo Miguel Albuquerque, a Calheta é hoje em dia uma terra de prestígio, é uma terra atrativa para o investimento do Turismo e será no futuro ainda mais "um ex-libres da nossa terra na indústria do nosso turismo".

Por tudo isso, afirmou que no próximo domingo é preciso ir votar em Carlos Teles para que a Calheta continue a ser uma terra do futuro e com futuro.